Quando não há diálogo entre pais e filhos


Em muitas famílias não há diálogo entre pais e filhos. Realmente não consigo imaginar algo assim nos dias de hoje, mas ocorre pelo mundo afora.

O diálogo é algo tão importante, pois mantêm em contato as pessoas que se relacionam, podendo estabelecer um vínculo temporário ou eterno. No caso deste artigo, o relacionamento é eterno, porque é entre pais e filhos.

Mãe Sem Frescura - Quando não há diálogo entre pais e filhos


Por qual motivo não é possível diálogo?! Podem ter vários motivos que são classificados pelos pais como empecilhos: tempo, paciência, achar que não é necessário, achar que a avó faz este papel, falta de habilidade, etc.


Já para os filhos: vergonha, perceber que os pais não lhe dão importância, recriminação por erros, pais fofoqueiros, etc. É uma situação super difícil para ambos os lados, mas o importante é sentar e conversar, tentando entender onde está a falha para a falta de diálogo.

Sou mãe do Flavio de 4 anos e 8 meses e desde que me tornei mãe decidi que daria de tudo para ser a melhor mãe para o meu pequeno. O que isso quer dizer, que ia conversar mais com o meu filho, ia estabelecer maior vínculo, ia conversar sobre tudo e evitar a palmada para corrigir os seus atos. Para mim o diálogo é algo extremamente importante.

Desde bebezinho, eu falo para o Flavio: “Senta aqui que a mamãe precisa conversar com você.” E sempre foi assim. Quando ele ainda não sentava, eu falava com ele deitado mesmo, falando o que ele tinha feito de errado ou certo, ou somente para conversarmos como foi o seu dia na escola, na casa do amiguinho, etc. Podem dizer que sou doida de conversar com um bebê que mal entende o que eu falo. Mas, para mim entende sim e foi assim que estabeleci o vínculo que tenho até hoje com o meu pequeno.

Como ele já está mais velho, este momento agora é mais fácil. Eu falo que a gente precisa conversar e ele já logo senta e falamos o que precisa ser falado. O mais importante do diálogo não é só os pais falarem, mas os filhos também, porque senão será um monólogo, né?!

Eles precisam expressar suas opiniões e se perceber que você está errado, há tempo para corrigir. E não é feio corrigir, é exemplar, porque todo mundo erra.

Outra questão que julgo muito importante é o contato visual, porque numa conversa precisamos olhar “olho no olho”. Para mim, o olhar mostra a sinceridade e a pureza nas palavras, por mais que a conversa seja para correção dos atos, é no olhar que demonstramos o quanto estamos bravas ou contentes.

E que tal terminar a conversa com um beijo e um abraço bem apertado?!
Fica a dica….

Avalie