Direito Reconhecido na Escola!!!

Há alguns dias atrás escrevi o post “Atrasada na Apresentação. Mãe Desnaturada! Já aconteceu com você?!” (confira aqui). Neste dia estava super triste, mas o tempo é o melhor remédio, não é mesmo?!
Só pra posicionar vocês: Lembram que tinha escrito um e-mail para a escola?! Então, eles me deram retorno, mas antes de contar, quero vou falar uma outra coisa que não tinha comentado.
Mãe Sem Frescura - Direito Reconhecido na Escola

Foto: www.licaodevida.com

No dia da apresentação, cheguei na escola (atrasada) e já tinha acabado, subi as escadas e perguntei se já tinha ocorrido e na verdade só queria que alguém me dissesse uma única palavra “não”, mas infelizmente não foi isso que aconteceu.
Foram chamar o meu pequeno e fiquei aí esperando, o meu olho já foi enchendo de lágrima e do meu lado tinha uma senhora que achei que era mãe de algum aluno e que também estava esperando ali.
Estava tão nervosa que eu mesma fui na sala buscá-lo, só queria ir embora dali, estava muito triste e se não saísse de lá logo ia desabar no choro. Ai quando cheguei na sala, esta senhora estava lá do meu lado novamente e veio falar comigo (acho que percebeu a minha cara, sou muito branca e quando choro fico toda vermelha e já tinha chorado no carro antes de chegar lá):
Senhora: “Oi. Você viu a apresentação?”
Eu: “Não. Cheguei 5 minutos atrasada e perdi”.
Senhora: Mas, você falou com a coordenadora?
Eu: “Falei. Inclusive liguei aqui avisando que ia me atrasar 5 minutos, mas ela não quis esperar”.
Senhora: “É um absurdo mesmo. Vários pais estão reclamando, porque chegaram poucos minutos atrasados”.
Ai ela começou a chamar os funcionários (coordenadora e auxiliar) falando o que tinha ocorrido, ou seja, ela era funcionária da escola e só depois descobri que ela é uma das responsáveis da escola. Nisso peguei o Flavio e fui embora.
Em 21/12, recebi o retorno da escola, uma das responsáveis falou comigo e pediu desculpas pelo ocorrido e que isso não deveria ter acontecido, pois não se tira a expectativa de uma mãe e que o meu caso e de outros pais foram comentados em diversas reuniões, e as providências já foram tomadas para que casos como esse não se repitam.
Fiquei feliz com o retorno, pois percebi que ela realmente ficou chocada com o que aconteceu e infelizmente a coordenadora não faz mais parte do quadro de funcionários da escola.
Quero deixar claro que nunca, de forma alguma, quis prejudicar alguém e só quero que o meu direito de mãe seja respeitado.
Avalie